Sindicato dos Bancários de Bragança Paulista e Região    |    30 anos    |    1986 - 2021     |
                 

Notícias

COMPARTILHE:


Sindicato pede apoio da Câmara para diminuir prejuízos da população
Andréa Ono, Seeb Bancários | Bragança Paulista - 14/02/2017

Diante do fechamento de agências bancárias e redução no número de funcionários, o diretor do Sindicato Rodrigo Leite pediu aos vereadores de Bragança apoio para fiscalização do cumprimento de leis que garantem o direito dos cidadãos



"Só para se ter uma idéia, em 2016, a região atendida pelo Sindicato de Bragança perdeu 60 bancários. Isso sem contar nos absurdos como o fechamento da agência do Banco do Brasil da Dr. Freitas, deixando a população que não vive no Centro refém de duas agências na Praça Raul Leme”, informa Rodrigo
. Foto: Andréa Ono

Na tarde desta terça-feira, 14, Rodrigo Leite, diretor do Sindicato dos Bancários de Bragança Paulista e funcionários do Banco do Brasil , fez uso da Tribuna Livre da Câmara Municipal de Bragança Paulista, com o objetivo de pedir apoio dos vereadores diante do fechamento de agências bancárias e demissões ocorridas nos últimos seis meses. De acordo com o diretor, essa é a razão pela qual é necessário que o poder público fiscalize leis municipais, como a lei das filas e das placas indicativas de serviços atendidos nos caixas.

“Com o fechamento de agências e a redução do número de funcionários, a população que já sofre com a péssima qualidade dos serviços bancários, especialmente com relação à atendimento presencial, vai ser mais penalizada ainda. Só para se ter uma idéia,  em 2016, a região atendida pelo Sindicato de Bragança perdeu 60 bancários. Isso sem contar nos absurdos como o fechamento da agência do Banco do Brasil da Dr. Freitas, deixando a população que não vive no Centro refém de duas agências na Praça Raul Leme”, informa Rodrigo.

O diretor do Sindicato disse ser um total absurdo os bancos lucrarem tanto e demitirem, apenas nos últimos seis meses, mais de 13 mil funcionários em todo país.
“É quase a população de Pinhalzinho, com cerca de 16 mil habitantes. Com as demissões da Caixa Federal, esse número chegará próximo à população de Piracaia, que é 25 mil habitantes. Em resumo, hoje temos uma cidade de desempregados com 13 mil habitantes”, continua.
Durante a participação de Rodrigo Leite na Tribuna Livre, fizeram intervenções os vereadores Marcus Valle, Quique Brown, Marco Antonio Marcolino e Ditinho Bueno do Asilo, que pediram informações sobre o fechamento de agências e apoiaram a iniciativa do Sindicato dos Bancários de Bragança.

O vereador Paulo Mário, autor do requerimento para utilização da Tribuna Livre pelo diretor do Sindicato, falou sobre a importância de o Executivo viabilizar mecanismos de fiscalização das leis que garantem agilidade no atendimento bancário e também que usuário do serviço bancários denuncie seu não cumprimento.

“O cliente recebe uma senha para ser atendido e quando o serviço é concluído, no recibo da transação, é impresso o horário. Este é um subsídio para o usuário formalizar uma denúncia. E cabe à prefeitura fiscalizar”, afirma Paulo Mário, sugerindo o envio de uma carta ao prefeito de Bragança, Jesus Chedid, que inclua apoio às negociações da prefeitura com a Caixa Federal, para abertura de agência na Zona Norte.
Paulo Mário também sugeriu o envio de ofícios para as direções do Banco do Brasil e Itaú, para não ocorra o fechamento das agências Dr. Freitas (Banco do Brasil) e a do Itaú localizada na Rua Coronel João Leme.